CONTAMINA합ES

Carregando...
Redes sociais:
RSS

Indicar pgina

Exposi豫o 밅ontamina寤es Linhas da Infncia

A partir do dia 09 de setembro, o Museu Histórico de Santa Catarina recebe a exposição “Contaminações – Linhas da Infância”. A mostra apresenta 25 imagens desenvolvidas pelos artistas catarinenses Philippe Arruda, Juliana Hoffmann, Susana Bianchini e Dirce Körbes e pelo artista gaúcho radicado em Florianópolis Carlos Asp, com coordenação e produção cultural de Chris Ramirez – Tí Hervè Produção. As obras foram realizadas em processo coletivo. Cada artista manteve uma obra de sua autoria e entregou outras quatro para sofrerem intervenções, resultando em 20 “contaminações” .

O projeto propõe a discussão sobre o processo criativo nas áreas de artes plásticas, pintura e fotografia e traz debates onde serão expostas reflexões sobre os meios e conclusões de uma obra de arte, além das questões das obras coletivas e de ampliação de acesso.

As imagens tramam a infância e os segredos dessas memórias fragmentadas. Suas formas mostram, por detrás das linhas, cores, colagens, fotografias, o devir da memória. De outro lado, esse jogo das formas e do processo proposto funda a reflexão teórica, instigam a discussão e movimentam uma ação pedagógica.

O público terá acesso a um catálogo com todas as obras expostas e textos da professora Anita Koneski.  Além disso, em parceria com a ACIC – Associação Catarinense para Integração do Cego,  a exposição discute as possibilidades de acesso à arte pelos portadores de necessidades visuais. Serão expostos também painéis com textos em versão Braille, descrevendo o processo criativo e as questões que devem ser pensadas quanto ações e meios, quando propomos acessibilidade, o projeto Contaminações propõe esta provocação.

No dia 24 de setembro ás 14 h, haverá um debate sobre o assunto, onde serão convidados, outros artistas, produtores culturais, representantes das mídias e softwares digitais que prevêem acessibilidade a portadores de necessidades especiais, além de formadores de opinião e sociedade em geral.

A visitação é gratuita. O projeto é uma realização dos cinco artistas, uma mediadora, uma produtora e da Associação Cultural Alquimídia.org, contando com apoio da Over Digital, e do MHSC - Governo do Estado de SC , com incentivo federal da Lei Rouanet e patrocínio da Tractebel Energia.

Comentrios

Adicionar comentrio